quinta-feira, 16 de agosto de 2012

E agora eu tenho gatos... de verdade!


Meu gato Romeu, meu gato de pano que me perdoe, mas agora terei que dividir meu amor, com meus gatos de verdade.
Depoimento:
Quando meus gatos chegaram, (Ephigênia e Hoffen), meus filhos, João de 17 e Maria de 12, começaram imediatamente a disputar a posse dos bichanos, que como eu já disse num outro post parece que sempre foram nossos,  e a primeira decisão a ser tomada, seria com quem e onde eles iriam dormir.
Bom, meu João ainda é um menino, não quer crescer, é feliz, de bem com a vida, um sedutor nato,mas quando se trata de disputar alguma coisa, aí o lado machista fala mais alto.
Minha Maria é extremamente correta e de uma postura impecável, um pouco tímida, um pouco recatada demais para uma adolescente, mas como neta de um  nordestino “caba da peste” e bisneta de uma espanhola da pá virada, também não perde fácil uma parada.
Nesta hora tive que intervir e para apaziguar a “guerra” entre minhas “crianças”, ( que modéstia à parte sabem se comportar) decidimos que os gatos escolheriam onde queriam ficar.
Decidimos é ótimo né??? É claro que eu já sabia que nem o João e  nem a Maria iam decidir nada, mas deixei que eles descobrissem sozinhos e aprendessem que para conviver com gatos, além de amá-los é preciso acima de tudo, respeitar a individualidade deles.
Aliás essa é uma regra que "deveria" valer para humanos também.
Resumo da ópera; Minhas crianças dormem com as portas abertas, a espera “deles” e logo pela manhã aquele que  foi o privilegiado da noite já acorda alfinetando o outro e se gabando de ter sido o escolhido.
E eu pra não diminuir a chance do meu João e da Minha Maria, e para não correr o risco de não ser esolhida (isso seria cruel demais) mantenho minha porta fechada... rsrsrsr

Mas quando eu abro a porta do meu quarto pra começar mais um dia, para minha alegria, lá vêm eles eufóricos fazer minha manhã ficar ainda mais bela. Depois de se esfregarem em minhas pernas e literalmente me impedirem de andar, ficam a espera de um carinho, de um chamego, de um cheiro, e da ração, claro rsrsrsr.
Ahhhhh nem gosto de me questionar porque não tive gatos antes, fico deprimida quando penso nisso, como se tivesse perdido tempo ou deixado de ser mais feliz.
E então, para me consolar, penso que agora eu tenho e sei que nunca mais viverei sem eles.

P.S. Ainda terei um pretinho básico.

Carla Pianchão



sexta-feira, 13 de julho de 2012

E agora eu tenho gatos...


Os gatos estão mudando completamente minha vida.

Ao afirmar isso com tanta convicção e sendo, mãe a muitos  anos do Gato Romeu, (meu gato de pano) as pessoas podem pensar que  sempre convivi com eles.
Nada disso.
Com gatos que ronronam, que miam e que se aninham do meu lado,
que percebem quando estou meio" p" da vida,
 que andam rebolando charmosamente pela casa sem fazer “quase” nenhum barulho,
que pulam em frente à televisão exatamente na hora da novela das oito, e que disputam nosso colo com o not...
que nos fazem morrer de rir, quando se escondem, e esquecem de esconder o rabo.
Ahhh com esses felinos de verdade, acreditem eu convivo há pouco mais de 2 meses, e tudo na minha vida, na minha rotina já é diferente.

Ver minha Maria,  sempre tão resguardada, tão calada, se jogar inteira no chão e brincar de bolinha com o Hoffen (meu gato cujo nome quer dizer esperança), e deixar de lado toda aquela timidez, é ter a certeza que nada nesta vida é por acaso.
Ele fica na porta do banheiro esperando ela sair, arranha a porta do quarto quando ela fecha alegando que ele não a deixa estudar, (como se eu não soubesse que tudo o que ela quer é brincar, e como não resiste aos olhinhos dele... não há outra solução).
E se ele a perde vista, quando ela sai de fininho para a escola, fica andando atrás de mim como se quisesse me perguntar onde está ela.
E acreditem, quando o interfone toca, todos os dias no horário que ela chega da escola, ele vem correndo como se soubesse que ela chegou. E eu acho que sabe.

Ver meu João observar o sono da Ephigênia (minha gata amarela),  que se identificou com ele desde os primeiros dias é no mínimo  emocionante.
E ouvi-lo  dizer que ter gatos foi uma das melhores  coisas que aconteceu em nossas vidas,  é querer que eu chore... e quem me conhece sabe que eu choro.
Sim, eles são meio misteriosos quando nos olham e parecem enxergar nossa alma, quando andam no escuro sem  trombar em nada,  fazendo todas as curvas como se fossem os donos da casa.
São independentes, e se o acarinhamos demais eles reclamam... e depois voltam dizendo:
-agora eu quero você... rsrsrs
E ao contrário do que ouvi por aí, eles aprendem e entendem perfeitamente o que você diz.
E se  vierem bem de mansinho, com um miadinho bem manhoso, hummmmm...  quase sempre derrubaram algo com seus pulos atléticos ou se meteram em alguma enrascada. Nesta hora vale conferir.
Mas não vale brigar, afinal por mais que sejam adoráveis são caçadores, e curiosos.

A impressão que tenho é que eles sempre foram meus, e estavam “por aí” esperando que eu abrisse a porta.
E eu abri... 
E agora eu tenho gatos.
E sem eles, sem que nunca mais vou ficar.

Carla Pianchão




domingo, 18 de julho de 2010

Almofada do Gato Romeu... (roxo).

Detalhes AQUI





Começo a semana com mais um trabalho pronto.
Mais uma almofada do gato Romeu, agora roxo, com uma linda flor vermelha.
A capa da almofada, toda forrada, quiltada e revestida com manta acrílica na frente e nas costas.
A almofada também quiltada e revestida com manta acrílica.
Toda feita com tecido 100% algodão e pré-lavados.
Enchimento siliconada e antialérgico.

Tenham todos uma linda semana!

Bjs...♥

Carla Pianchão

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Almofada do gato Romeu... (laranja).

Detalhes AQUI

do outro lado...

almofada de dentro...

O lado de dentro, o lado avesso, o outro lado, o forro, aquele espaço que até ontem não era motivo de preocupação, hoje é tão importante e tão belo quanto à frente de qualquer trabalho. Pelo menos pra mim, é assim que eu acho que tem que ser.
É possível ver por aí, como as grandes marcas de sapatos bolsas e roupas têm com o lado de dentro o mesmo carinho que tem com o lado de fora.
Não existe mais aquele papo de que ninguém vai ver, mesmo porque os forros estão tão lindos, que damos sempre um jeitinho de mostrar. Se for preciso dar uma forçadinha de barra... tá valendo.
Sempre gostei de detalhes e sempre me preocupei com o acabamento de todos os meus trabalhos.
Minha mãe, sempre teve um capricho e um cuidado “absurdo” com as coisas da casa. Toalhas do banheiro combinavam com as roupas de cama, pegadores de panela combinando com o avental e com o pano de prato do dia.
As camisas do meu pai, impecavelmente passadas eram todas bordadas Pianchão no bolso, ninguém o conhecia por Hélio.
Ela costurava para mim e para minhas irmãs, apenas para nós, exigência do meu pai, coisas da época. Quando éramos pequenas, nossas calcinhas eram costuradas por ela.
Naquela época, não muito distante, rsrsrs, as meninas só usavam vestidinhos, talvez por isso ela se preocupava tanto com nossas calcinhas.
Ela sempre me dizia que as calcinhas tinham estar sempre limpinhas, lindas e perfeitas, porque se por acaso a gente caísse na rua, elas iam aparecer... rsrsrs Nossa! Como as coisas mudaram né? Mas este é um tema para um outro dia.
Pois é, sinto tanto que minha não esteja aqui hoje, para ver que eu herdei dela o carinho com o lado de dentro.
Há 10 anos eu trabalho com patchwork, e há 10 anos ela não está mais aqui.
Ela não viu minhas bolsas, não viu meu gato Romeu, minhas almofadas...
Mas eu vejo e sinto a presença dela em tudo que faço, e sei que a minha preocupação com o acabamento eu herdei dela.

Apresento a vocês a mais nova almofada do gato Romeu.
Tenham todos um linda semana!
Bjs...♥

Carla Pianchão

quarta-feira, 16 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

ele está de volta...



Depois de longas férias, ele está de volta.
Um pouco mais arqueado
Fazendo uma pose danada
Vem com o rabo entortado
E com a mesma cara de safado

De especial não tem nada
Tem gravatas coloridas
Roupas de todas as cores

Tem um olhar fascinante
Sedutor e elegante
Esse é o meu gato Romeu

Tem gato por toda parte
Querendo imitar o Romeu
Mas já vou logo avisando
Que este gato é meu.

Ele volta todo animado
cheio de novidades

Aguardem!


Muitos bjs...♥

Carla Pianchão

segunda-feira, 10 de maio de 2010

"MEU" Gato Romeu na Tv...


Fiquei muito feliz com a reportagem.
VEJA AQUI

Um abraço

Carla Pianchão

terça-feira, 23 de março de 2010

enquanto meu gato não vem...





É bem verdade que meu gato Romeu anda meio sumido, é que ele andou meio deprimido.
Afinal de contas em 2009 ele passou por alguns momentos meio conturbados.
Eu acho até que ele já podia ter superado tudo... mas eu bem sei que esse meu gato além de sedutor é meio malandro... Mas já já eu vou acabar com essa folga e colocar esse gato pra trabalhar.
Enquanto isso olha só quem veio pra matar a saudades... Meu lindinho Félix Jurandir.
Você já se esqueceu dele?
Nunca viu mais gordo?
Ta bom então, dá uma chegadinha AQUI pra conhecer um pouquinho deste gato, e depois veja a bolsa que acabei de tirar do forno ok?
Essa também ainda está aqui...
Um grande abraço

Carla Pianchão

sexta-feira, 19 de março de 2010

Feliz Dia do Artesão!


Há três anos atrás quando cheguei aqui na net, tive a idéia de fazer uma bolsa de lona, com um bolso na frente em patch.
Alguns meses depois, eu recebo um telefonema, de uma pessoa que queria que eu colocasse um gato aplicado na bolsa.
Aí eu CRIE o gato Romeu, um simples gatinho com carinha de safado, olhos juntinhos, laço no pescoço... Seduziu e encantou.
Encontrou uma namorada, a Julieta, se casaram e nasceu o Romeuzinho.
Esse gato deu o que falar.Trouxe-me muitas alegrias, e meu deu muito trabalho.
Foi registrado, e mesmo assim foi roubado, copiado, seqüestrado e até vendido pelo Brasil por apenas 1,99.
Mas “ele”, apesar da falta de escrúpulos e da falta de respeito de algumas pessoas, continua sendo meu. E sempre será.
Essa bolsa, esse gato, e essa estória, eu escolhi para comemorar o Dia do Artesão.

Um grande abraço a todos os artesãos!

Carla Pianchão

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Que seu ano novo seja 10!


Deixei AQUI um recadinho pra você!
Bjs...♥
Carla Pianchão

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Tenham todos um Natal Feliz...


...com muita paz, muitas alegrias e muita saúde!
bjs...♥
Carla Pianchão

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Balanço 2009

Em 2009 meu Gato Romeu, foi copiado, desrespeitado, publicado, ensinado... mas continua registrado como minha criação...

Que em 2010 haja mais respeito...
Carla Pianchão

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

outra vez...


Há dias estou no meu cantinho, trabalhando muito e criando peças novas para a 20ª Feira Nacional de Artesanato que já está chegando.
Mesmo com muita vontade, de dividir com vocês, tudo que tenho criado, infelizmente, só vou poder fazer isso bem perto da feira, porque senão com toda certeza deixarão de ser novidades, antes mesmo de chegar à feira.
Entre um bordado e outro, uma costura aqui outra ali, de repente largo tudo, para colocar em prática uma idéia nova que acaba de surgir, minha mente fervilha, e eu tenho a nítida impressão de que as idéias saltam do meu pensamento... Sempre foi assim quando entro em processo de criação... Adoro criar, inventar, testar, misturar...
Acho que já disse aqui, várias vezes, que preciso disso com a mesma intensidade que preciso do ar para respirar...
E no meio de toda essa deliciosa loucura, tenho ainda meu João, minha Maria, minhas plantas, meu marido, minha casa... ufa!
E de repente no meio de tudo isso preciso parar para empurrar goela abaixo, alguns contratempos que surgem sempre em momentos de muito trabalho, como se Deus quisesse me testar... Quisesse colocar em prova toda a minha força, e ter a certeza que NADA, vai me fazer desistir.
Pois é... Meu gato Romeu, novamente entra em cena.
Não... Definitivamente desta vez, não vou falar sobre cópias. Já falei tudo e mais um pouco sobre esse assunto.
Mas vou deixar aqui, mais uma vez, e quantas vezes forem necessárias, registrada a minha indignação, diante do abuso de algumas pessoas.
Bom, vamos lá a mais uma porrada!!!
Fui informada por uma amiga aqui do Flickr, que o chaveiro que eu criei, no formato do Gato Romeu, desenho também criado por mim, e REGISTRADO, estava sendo ensinado, em uma revista e no site da mesma, com direito a molde, passo a passo, enfim todos os detalhes, na integra.
Entrei em contato com a revista, que me respondeu, prontamente:
"Boa noite, Carla! Sou redatora-chefe e gostaria de esclarecer que o passo a passo ao qual se refere nos foi ensinado pela artesã Eloína Esteves, de São Paulo, que em momento algum mencionou o fato do personagem ser registrado. De qualquer forma, podemos resolver a questão de duas formas – e acataremos aquela que você julgar mais oportuna:
1) continuarmos com a matéria no ar, mas dando link para o seu site (e ressaltando que foi criação sua, com os devidos créditos)
2) tirarmos a matéria do ar, conforme solicitou.
Aguardo o seu retorno e, desde já, agradeço muito o contato.



Claro que existe uma terceira opção, que não foi citada aqui, afinal eu tenho o registro do desenho deste gato, paguei por isso, e tenho sobre ele todos os direitos autorais reservados.
Mas depois de muito pensar, resolvi optar por retirar a matéria do ar, em respeito a todas as pessoas que me solicitaram o molde e o passo a passo e eu não dei, justificando que o Gato Romeu, faz parte da minha marca, e enquanto eu puder, vou preservá-lo e vou continuar pedindo que respeitem meu trabalho.


Um grande abraço a todos os que prestigiam e respeitam meu trabalho


Carla Pianchão

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Bolsa do Gato Romeu 03

BGR "D" 03/2009

Detalhes...




Carla Pianchão

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Bolsa do Gato Felix Jurandir 02

BGFJ "D" 02/2009

Pois é... depois que a gatinha Felixidade apareceu por aqui, e deixou meu gato Felix perdidamente apaixonado... ele esqueceu a timidez e para qualquer voltinha, quer uma roupa nova, uma gravata florida... e lá vai ele...
Detalhe...

Detalhe...


um abraço
Carla Pianchão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...